quarta-feira, novembro 02, 2005

O quadro Político - Econômico Mundial - ( Ouça música )


O quadro Político - Econômico Mundial
Black is Beautiful
Ouça aqui.

No final do século XIX, o mundo era dominado pela Europa, ou
seja,pelos países europeus, que haviam realizado a Revolução Industrial.
Dominação que era baseada no processo de colonização, que constituía
na exploração das riquezas de territórios da África e da Asia.
Considerando que muitos países europeus já haviam se industri -
alizado, necessitavam de novas áreas fornecedoras de matérias - primas
e novos mercados consumidores. A industrialização favoreceu também a
superioridade militar dos europeus, garantindo a estes o domínio das colô-
nias.
Alguns historiadores afirmam que a Segunda Guerra Mundial foi
o desfecho da Primeira. Houve mudanças nas fronteiras políticas da Euro-
pa a pós a Primeira Guerra Mundial, que provocaram situações conflituo -
sas na medida em que reuniram num mesmo território, povos inimigos, co-
mo foi o caso dos germânicos e poloneses, na Polônia, e serviços muçul-
manos, na Ioguslávia. Além disso, a humilhação da Alemanha e de outros
derrotados, ajuda a explicar o Nacionalismo exagerado da época.
Como a Europa ficou endividade, a produção estava desorgani-
zada e países inteiros em ruínas.
A Alemanha foi dividaida em quatro partes, entre Estados Uni-
dos,França, Grã - Bretanha e Rússia e ficou proibida de manter sistema
de defesa, fosse do Exército, Marinha ou Aeronáutica.
A União Soviética assumiu um papel de liderança política e eco-
nômica em relação ao grupo de países Socialistas. Os Estados Unidos,
por ter seu território distante do palco da Guerra, foi pouco atingido e
transformou - se no grande fornecedor de produtos e capital para os paí-
ses europeus. Assim, os Estados Unidos consolidaram uma posição de
liderança no grupo de países capitalistas. Liderança esta que já vinha
destacando -se desde a Primeira Guerra Mundial. No Capitalism,o, a
propriedade dos meios de produção é considerada privada. No Socia-
lismo pertence ao Estado ou é coletivo.
As classes sociais, no Capitalismo, são diversas, já o Sistema
Socialista tem como objetivo a igualdade social, sem diferenças de clas-
ses sociais.
O Lucro, no Capitalismo, é privado, e é para o lucro que toda a
produção esta voltada. Já no Socialismo a produção está voltada essen-
cialmente para a satisfação das necessidades das pessoas e o lucro é
do Estado, que tem o dever de repassa - lo para a população em forma
de benefícios.
Mas durante a Guerra Fria, foi a disputa entre as duas superpo-
tências capitalistas e socialistas, Estados Unidos e União Soviética dis-
putavam áreas de infl`ência onde pudessem fazer prevalecer seus inte-
resse políticos, militares e econômicos. A corrida armamentista é uma
característica fundamental desse período.
O investimento maciço em armas aconteceu tanto nos Estados
Unidos como na União Soviética. Nos estados Unidos, o Governo des-
viou verbas para investir no setor bélico, porém a iniciativa privada inv-
estia nos outros setores, evitando problemas maiores, já na União So-
viética o Estado era o único investidor e, ao desviar as verbas para o
setor bélico, deixava de investir em outros setores, provocando a lon-
go prazo a crise de abastecimento e o atraso tecnológico.
Em 1985 Mikail Gorbatchov assumiu a liderança do Partido
Comunista Soviético e, a partir daí, o mundo, principalmente o Les-
te Europeu, não seria mais o mesmo. Gorbatchov propôs reformas
econômicas ( perestroika) baseadas na introdução de uma econo-
mia de mercado, reformas políticas (glasnost),com o objetivo de
promover a democracia.
Gorbatchov reconheceu a crise: nesse momento as diversas
repúblicas aproveitaram para iniciar o processode independência e
de transição econômica.
A União Soviética e suas potências que faziam parte da ex -
URSS, foram se tornando independente e as quinze repúblicas hoje
formam países. Além disto existe mais, hoje, a União das Repúblicas
Socialistas Soviéticas.
Em 1990 estava passando ou finalizando um processo de tran-
sição da economia planejada planejada para o mercado. Surgiram
novos países a partir do desmembramento de antigos Estados Sovi-
éticos.
O século XX foi marcado pelas duas guerras mundiais e pela
Guerra Fria.No final deste século, o cenário europeu estava marcado
pela integração econômica e política da União Européia, que até en-
tão envolvia apenas 15 países europeus.
Nos anos 90, podemos afirmar que a palavra chave para ca-
racterizar os países da Europa Ocidental era: integração e para o
Leste Europeu: desintegração, mas considerando que a União Euro-
péia, entre os países da Europa Ocidental e a desintegração econô-
mica do Socialismo e das fronteiras entre diversos países do Les-
te Europeu.
As duas guerras mundiais dividiram o território europeu e a
Guerra Fria concretizou essa divisão. O fim da URSS e a unificação
da Alemanha, representaram o fim da Bipolaridade.
A intensa disputa comercial acabou criando uma multipolari -
dade econômica definida por grandes blocos de poder econômico.
São características fundamentais desse cenário, a tecnologia em
todos os setores, as novas descobertas, os novos sistemas de pro-
dução, de comunicação e transporte. todos estes fatores criam uma
grande economia global e interligada.
Entretanto, poder afirmar que a globalização ao mesmo tempo
que integra o mundo, cria abismos sociais gigantescos, mas a glo-
balização pode ser compreendida como a expansão do poderio e -
conômico de grandes grupos empresariais ou dos países desenvol-
vidos nos mais diversos lugares do globo e tem como marca os a -
vanços tecnológicos nas comunicações e na informática, permitin -
do um contato instantâneo entre pessoas e empresas de países di-
ferentes. Mas é um processo que vem beneficiando particularmente
essas grandes empresas e os países desenvolvidos, que têm maior
capacidade de competição, num mercado globalizado.Isso amplia
as desigualdades entre os países, reforçando a situação de subdesen-
volvimento da maioria dos Estados - Nação do Globo.
Responda
1 - No seu cotidiano você identifica aspectos da globalização?
Professora Marluce Nunes
Coordenadora CIJ - Guaianazes
( Voluntária )