terça-feira, novembro 29, 2005

Só pra saber que sei

SÓ PARA SABER O QUE SEI.

Muitas vezes, na grande maioria delas, os acertos nascem dos erros. É isso mesmo, acertamos quando erramos. Como pode ser isso? Você tenta fazer algo, seja uma invenção, uma formulação de leis e regras, ou até mesmo algo mais simples, como uma nova receita culinária ou aperfeiçoamento do som na sua casa ou carro. Você tem todo direito de errar. Mas uma coisa é certa, numa nova tentativa você não cometerá um mesmo erro, pois ficou registrado na sua mente que aquele não é o caminho.
“Mas o que isto tem haver com este teste, professor?”. Todos tentaremos o vestibular. Eu digo tentaremos, pois eu também tentarei. Aqui nós estamos nos preparando, buscando nos qualificar, relembrando coisas que vimos incontáveis vezes no ensino fundamental e médio. Estamos nos aprofundando em outras que não foi dada tanta atenção assim. Neste preparo nós estamos redescobrindo, reinventando, revolucionando, experimentando, aperfeiçoando, e nem sei mais quantos “andos” cabem aqui. O importante é saber que nessa fase temos de fazer o maxímo para acertar o maior numero de respostas possíveis. Não sabemos a resposta? Pesquisemos, vamos até a biblioteca, verifiquemos as anotações daquele professor gordinho, chatinho às vezes, que gosta de ter a atenção da sala na lousa, que por um acaso do destino sou eu. Alguma resposta vamos encontrar. Mas isso não nos tira o direito de errar. Um erro que deve ficar registrado, pois no simulado ele é um alerta de que alguma coisa você não entendeu e pode ser corrigido. No vestibular pode ser a diferença entre seu lugar na sala de aula da Universidade escolhida e mais um tempo de preparo esperando o próximo vestibular.
Aqui estão seis questões, formuladas de forma simples, objetivando a fixação da matéria que passei a vocês relacionadas à crise do feudalismo, motivo das Cruzadas e suas conseqüências.
Respirem, tomem um chazinho, fumem um cigarrinho (para quem fuma, é claro), relaxem e bom teste.

1) O principal fator da crise no feudalismo foi:
A) A falta de competência na administração dos feudos pelos senhores feudais, deixando a população insatisfeita e reclamando por uma nova administração, mais preocupada com suas condições.
B) A imposição da Igreja, preocupada com a situação serviu da população. Esta situação levou a igreja a enfrentar os senhores feudais e cobrar deles mais atenção e justiça com seus vassalos, que mantinham os feudos de pé.
C) O fim das invasões territoriais na Europa. Os feudos tinham um rígido controle de produção, só produziam o suficiente para manutenção e auto-suficiência da população local. Com o fim das guerras houve um crescimento populacional com o retorno dos soldados para casa. Isso sem falar que houve crescimento também nas famílias dos senhores feudais, dificultando a divisão de terras entre os herdeiros.
D) Um decreto do rei impôs aos senhores feudais diminuição no valor de impostos e taxas cobrados da população do feudo, trazendo assim mais autonomia e liberdade para os servos, nascendo assim a burguesia.
E) B e D estão corretos.

2) O objetivo das Cruzadas, incentivada primeiramente pelo Papa Urbano II era simplesmente:
A) Libertar o Santo Sepulcro das mãos dos muçulmanos que tomavam conta da cidade Santa e impediam o acesso dos europeus, tidos por eles como impuros e infiéis.
B) Deter os avanços islâmicos, árabes e muçulmanos por toda Europa banhada pelo Atlântico, levando o nome de Guerra Santa.
C) Fortalecer o sistema feudal com a convocação de soldados, esvaziando um pouco a Europa, assim fazendo com que os feudos voltassem aos antigos níveis de controle de produção.
D) Tornar a cidade santa livre do controle muçulmano, dando livre acesso ao povo europeu, implantar ali a vontade de Roma, fazer comércio de especiarias orientais, que eram novidades na Europa e assim fortalecer César.
E) A e C estão corretas.

3) Resultado mais importante das Cruzadas foi:
A) O crescimento territorial e urbano de Roma, dividindo a Terra Santa em feudos e controlando o comércio de especiarias entre o Oriente e a Europa.
B) Renascimento comercial e urbano Europeu.
C) A descoberta do caminho das Índias.
D) Grandes conquistas e descobertas de Portugal e Espanha.
E) N.D.A.

4) Burgueses eram:
A) Pessoas ricas da idade média, concentradas apenas em seus interesses, não se importando com questões políticas, econômicas e sociais. Tinham olhos apenas para sua riqueza e nada mais.
B) Comerciantes de sucesso, que unidos, compraram autonomia em regiões dentro de feudos, criando vilas que levavam o nome de burgos. Lá eles eram livres de impostos e autoridade dos senhores feudais, tinham sua liderança e regras próprias.
C) Abreviação ou forma de popular de chamar quem nasce em Hamburgo
D) Forma discriminatória usada para se referir as pessoas orgulhosas e esbanjadoras de sua fortuna pessoal.
E) Classe social surgida na idade antiga. Pela ordem havia a realeza, o clero, a burguesia, a demo, classe de pessoas comuns da sociedade, e os servos.

5) A sede da Igreja Católica ficou fora de Roma por aproximadamente setenta anos. Este período foi conhecido como:
A) Guerra dos Cem anos.
B) Peste Negra.
C) Cativeiro de Avignon
D) Renascimento
E) Guerra do Peloponeso.
F) N.D.A

6) Houve as Cruzadas com suas derrotas e vitórias, ocorridas ao longo de quase 300 anos. Muitas coisas aconteceram, houve uma verdadeira revolução na Europa em todos os níveis, seja social, político ou econômico. As mudanças foram tão profundas que culminaram com a mudança de uma era. Fecha-se a Idade Média e nasce a Idade Moderna.
Com suas palavras e sem limite de linhas ou folhas (pode dar mais de uma), escreva e entregue ao professor um texto sobre os resultados econômicos, sociais, políticos, culturais e científicos iniciados pelas Cruzadas de Urbano II, revelando heróis como Ricardo Coração de Leão, truculentos como Luis IV, o Belo, gênios como Leonardo Davince, revolucionários como Maquiavel. Muito bem, eu já dei a trilha, agora percorra, ou melhor, discorra o assunto.
Ob. Não importa a quantidade, mas sim o conteúdo. Esta é a regra sempre.

1 Comments:

Anonymous Lucia Nunes said...

Olá Professor!
Maravilhoso o seu texto.
Esta sendo maravilhoso também trabalhar com uma pessoa tão especial quanto você.Sua dedicação e capacidade contagiam toda a Equipe CIJ.Que todos possam reconhece - lo como o profissional maravilhoso que é.
Parabéns!!!

Professora Marluce
Pedagoga CIJ

12:12 PM  

Postar um comentário

<< Home